Barragens – manual de divertimento absoluto.

 

Lembro-me que desde miúda, ao fim de semana ou em férias, nos sobrava apenas uma barragem ao pé do monte para nadar. É verdade que tinha lodo, água escura, podia até ser bebedouro de gado bovino, mas ainda assim, era e é possível encontrar divertimento nestas águas. E nós, em grupo, com primos ou amigos passávamos umas tardes fantásticas.

No interior do Alentejo as barragens, praias fluviais e pequenos rios, são muitas vezes, os únicos espelhos de água que existem. Talvez por isso, tardes passadas em barragens, sobretudo em época de calor escaldante são uma prática corrente por estas bandas.

Para que a experiência de tarde passada numa barragem seja um sucesso, convém juntar uns pozinhos de organização à ida:

  • Um bom piquenique,
  • um grupo de amigos animados e muitas crianças,
  • uma cana de pesca,
  • fatos de banho e chapéu,
  • sapatos de água e coletes de protecção,
  • um barco,
  • uma prancha ou canoa (ou até uma mota de água com sky) e
  • umas mantas de piquenique.

Com apenas alguma organização é possível transformar uma passagem pela barragem num programão.

Tem acontecido connosco várias vezes e voltou a acontecer numa tarde de Agosto de visita à Herdade da Barbosa (turismo rural), em Estremoz, onde passámos uma óptima tarde.

E ainda sobre Barragens… o que se destaca em cada uma das mais conhecidas:

Barragem do Divor (na povoação de Igrejinha perto de Arraiolos) – Observar cavalos a  pastar ou fazer um piquenique na extensa área de árvores que ali formam um emaranhado de sombras. São proibidos barcos a motor, mas uma canoa ou outra embarcação a remos pode ser sinonimo de uma tarde bem passada.

Barragem do Pêgo do Altar (No concelho de Alcácer-do-Sal, próximo de Santa Susana) –  É uma boa barragem para a Pesca e para a pratica de desportos náuticos como barcos à vela ou Windsurf . Tem uma praia fluvial o que a torna atractiva para a natação ou simplesmente para fazer um piquenique.

Barragem de Santa Clara (No concelho de Odemira, perto da aldeia de S. Clara)- É uma barragem de grande extensão e um local ideal para os amantes da caça, pesca e dos desportos náuticos. A poucos quilómetros a aldeia de Santa Clara-a-Velha, uma aldeia branca e florida,  merece uma visita.

Nas barragens do Caia (no concelho de Campo Maior) – Com uma baía aberta e ampla, é um local propício à pesca, natação, navegação em barco à vela e windsurf, e convida a uns mergulhos, sobretudo nas épocas mais quentes do ano..

Na Barragem do Maranhão, em Avis- Aqui podemos isolar-nos e desfrutar da natureza.com os seus pinheiros e eucaliptos.

Barragem do Alvito (pertence ao concelho de Cuba, próximo de Oriola)– É uma boa barragem para observar aves ou apenas passear de barco.

Barragem de Vale do Gaio (No concelho de Alcácer-do-Sal) – É o lugar perfeito para aqueles que apreciam  a canoagem e outros desportos náuticos. Famosa pela presença forte da Natureza e do Silêncio, no qual se pode ouvir apenas o chilrear dos pássaros.

Barragem de Montargil (No concelho de Ponte de Sor/distrito de Portalegre) –  Esta barragem tem vários locais que servem como praias fluviais. É muito utilizadas por banhistas e para a prática de desportos náuticos, como o windsurf ou ski aquático. Para além disso Montargil tem um conjunto muito interessante de ofertas hoteleiras e de restauração que vale a pena conhecer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s